Hoje em dia, existem muitos empreendimentos na área da estética e isso se deve, entre outros motivos, pelo fato de que o mercado consumidor está ficando cada vez maior. 

Nesse contexto, se você é um empreendedor de estética, para conquistar a sua clientela, você vai precisar se destacar da concorrência. 

Para te ajudar com isso, abaixo, criamos este artigo explicando tudo o que você precisa saber sobre as habilidades comportamentais e como usar elas como instrumentos básicos para o negociador, confira abaixo!

Caso você queira uma ajuda mais próxima, veja também nossa consultoria especializada em negócios de estética.

Empreendimento na área estética

Hoje em dia, todo mundo quer ser bonito e atrair a atenção das pessoas e isso se deve, em muitos dos casos, ao fato de que as redes sociais, especialmente o Instagram, criaram uma cultura de glamorização da beleza. 

Por esse motivo, para atingir o padrão de beleza que é visto online, as pessoas passaram a procurar clínicas de estética para fazer alguns procedimentos de beleza, o que aqueceu o setor. 

No entanto, isso não significa que essa é uma área de fácil atuação e que todos os empreendimentos de estética recebem muitos clientes, tendo em vista que o público que procura tratamentos de beleza é bastante exigente e costuma pesquisar muito para encontrar o local perfeito. Sendo assim, para conquistar clientes, o empreendedor precisa atrair a atenção dele. 

Nesse contexto, para atrair clientes, atualmente, existem diversas técnicas de persuasão que vão desde tornar-se uma referência de qualidade, de atendimento, até mesmo de aumentar a presença nas redes sociais e diversas outras. 

No entanto, uma das mais importantes é o uso de habilidades comportamentais como instrumentos de negociação, pois elas podem garantir a fidelização do cliente.

Habilidades comportamentais que são importantes: percepção

Se o ditado estiver correto e a primeira impressão realmente for a que fica, então você precisa ter bastante cuidado com a percepção que os clientes vão ter do seu negócio. Nesse contexto, para evitar más primeiras impressões, é importante que você passe uma imagem de seriedade, compromisso, organização, entre outras coisas. 

Assim, o cliente vai se sentir confortável em ser atendido por você ou pela sua equipe.

Uma dica é, por exemplo, trabalhar com o sentido das pessoas. Para isso, por exemplo, você precisa cuidar da sua aparência pessoal (ou da aparência de quem atende e recepciona os clientes).

Isso significa, por exemplo, ter sempre a barba cortada, cabelo limpo, unhas limpas (e, de preferência, bem feitas), roupa alinhada (isso significa, por exemplo, uma roupa limpa, cheirosa, bem passada, que não esteja rasgada nem manchada) e coisas do tipo.

Já no que diz respeito ao olfato, ele não deve ser muito estimulado, pois existem pessoas que ficam com dor de cabeça quando são expostas a cheiros fortes. 

Nesse caso, é importante, por exemplo, hálito fresco (mantenha um enxaguante bucal ou alguma bala de menta por perto), desodorante sempre em dia (é interessante ter como retocar ele algumas vezes ao dia) e opte por perfumes com cheiros mais neutros e que não sejam muito fortes.

Além dos sentidos, outra percepção que precisa ser trabalhada para causar uma boa primeira impressão é a de organização. 

Por isso, mantenha o ambiente sempre limpo, cheiroso e organizado. Além disso, tente evitar ao máximo atrasos no horário de atendimento, pois isso pode trazer uma imagem de falta de profissionalismo da sua parte e, sendo assim, mantenha a sua agenda organizada.

Habilidades comportamentais que são importantes: comunicação

Você pode ter o melhor serviço do mundo em termos de qualidade, oferecer os procedimentos mais baratos do mercado ou até mesmo fazer com que os seus clientes tenham algum tipo de vantagem, no entanto, se suas habilidades de comunicação não forem boas, poucos são os clientes que vão continuar fazendo negócio contigo.

Isso porque as pessoas gostam de serem bem tratadas e a habilidade de comunicação é muito importante para isso.

Por exemplo, é importante que você saiba ouvir o seu cliente, pois tem muita gente que busca fazer procedimentos estéticos como uma forma de relaxar. Nesse contexto, mostre que você é um bom ouvinte, demonstre interesse pelo o que o cliente está falando, estimule ele a continuar conversando (desde, é claro, que não ultrapasse a barreira de intromissão, mas isso você aprende com o tempo).

Além de ouvir, também é importante que você saiba falar. Isso porque tem muita gente que se sente mais confortável quando você avisa que narra os passos do procedimento. 

Por exemplo, todas as vezes que você for aplicar algum produto, iniciar a massagem, iniciar a depilação, ou seja lá o que for, é importante que você avise em voz alta antes de começar (isso não significa que você precisa narrar todos os passos, só quando for fazer algo diferente).

Habilidades comportamentais que são importantes: linguagem mental

A linguagem mental nada mais é do que diversas técnicas de convencimento. Ou seja, são estratégias de comunicação verbal e não verbal que você vai adotar para fazer com que o seu cliente tenha a certeza que fazer negócio com você é a melhor opção disponível no mercado. 

No entanto, a linguagem mental não é, necessariamente, uma coisa física (por exemplo, um desconto), mas sim, é a maneira como você vende o seu produto.

Nesse contexto, existem diversas estratégias de linguagem mental que você pode adotar para convencer as pessoas a fazer negócio com você. 

Por exemplo, conte uma história sobre como os benefícios do tratamento estético podem durar em curto e longo prazo; apele para o lado emocional da venda (nem sempre isso significa apelar para a tristeza, existem outras emoções que você pode utilizar, por exemplo, entusiasmo, alegria), crie uma estratégia de marketing, tenha um bom atendimento, entre outras coisas.

Habilidades comportamentais que são importantes:  linguagem corporal

Outra habilidade comportamental muito importante para empreendedores é a linguagem corporal. Isso porque é através dela que as pessoas percebem se devem – ou não – dar atenção ao que a outra pessoa diz. 

Sendo assim, algumas dicas muito importantes são: não encolha o seu corpo ao falar, mas também não demonstra arrogância; não masque chicletes durante o atendimento, pois isso pode transparecer falta de arrogância; gesticule com as mãos quando for falar, pois, isso prende a atenção da pessoa e muito mais coisas.